terça-feira, 17 de março de 2015

Lotus Fever - Entrevista

Se ainda não conhecem Lotus Fever garanto-vos que estão a perder! A banda de rock progressivo e psicadélico, autores do álbum "Search for Meaning", conta com Bernardo Afonso nas teclas, Diogo Abreu na bateria, Manuel Siqueira na guitarra e Pedro Zuzarte na guitarra e voz.
Voltam amanhã ao MusicBox num concerto a não perder!

 
Por enquanto abrimos-vos o apetite com esta entrevista...

Tenho sempre curiosidade em relação ao nome das bandas. Há alguma história por detrás de "Lotus Fever"?

O nome surgiu de uma história que foi a razão para começarmos a tocar juntos. O Diogo vivia na Índia (o pai dele é diplomata) na altura em que o Bernardo também lá estava, a fazer voluntariado. O Manel e o Pedro foram lá visitá-los, porque já nos conhecíamos todos, e numa visita a uma terra que o Diogo conhecia apanhámos a "Febre de Lótus", uma doença local que nos fez estar fechados uns dias em casa. Aproveitámos para tocar todos juntos e assim aconteceram os primeiros ensaios.

O vosso som é bastante peculiar e um pouco diferente do que estamos acostumados a ouvir em bandas nacionais, onde vão buscar as vossas influências?

Vamos buscar influências a muita coisa, sobretudo aos discos que vamos ouvindo e passando uns aos outros. Podemos dizer que artistas que adoramos são uma influência, como os Tame Impala, os Radiohead, os Pond, o James Blake e por aí fora, mas também gostamos de clássicos como Beatles, Pink Floyd, Led Zeppelin, que também acabam por nos influenciar na música que fazemos.

Sei que utilizaram a plataforma Crowdfunding para a produção do vosso álbum, "Search for Meaning", como acham que as novas tecnologias e sobretudo a internet podem ajudar os projectos musicais hoje em dia?

A maneira como conseguimos o financiamento do nosso álbum de estreia é a resposta a essa mesma pergunta. Artistas de vários patamares podem repensar a maneira como vendem a sua música e tudo isso graças às novas tecnologias. É uma altura de mudança e há que saber, da parte dos músicos, agarrar as melhores oportunidade para fazer o seu trabalho e repensar a maneira como se vende música. Já para não falar de todo o acesso a informação que temos hoje em dia e que nos permite ter uma visão muito mais abrangente do meio que está à nossa volta.

Criação em estúdio ou actuações ao vivo?

É impossível escolher um! São duas partes essenciais de um músico, cada uma com as suas vantagens e desvantagens, mas as duas imprescindíveis. Pelo menos para nós! Agora estamos numa fase mais de tocar ao vivo mas porque estivemos muito tempo dentro de estúdio e temos músicas novas para rodar. Dentro de uns tempos vai bater a saudade do estúdio e o ciclo repete-se.

Na vossa página pode-se ver o videoclip de "Introspection", como foi a gravação desse vídeo? Qual a importância que acham que a imagem tem na transmissão da mensagem de uma música?

Trabalhámos com o Pedro Resende e foi uma experiência muito porreira. O Pedro para além de talentoso é um tipo impecável e enquadrou-se muito bem na temática do álbum e na visão que tínhamos para estas músicas. Construímos a história com ele e ficámos todos muito contentes com o resultado final. Neste caso, o videoclip serviu exactamente para poder aprofundar as metáforas para a história que queremos transmitir. Encaixou na perfeição no ambiente e na mensagem que queríamos e portanto ficámos todos muito satisfeitos.

O que nos podem contar sobre o vosso concerto que irá ter lugar amanhã (dia 18) no MusicBox? O que podemos esperar da vossa actuação?

Vai ser um regresso ao MusicBox depois de termos rodado pelo país fora e, por isso mesmo, voltamos com um espectáculo mais consistente e sempre a abrir, como gostamos de dizer. É aparecerem, beberem umas cervejas com a malta e abanarem um bocado a cabeça.

Se pudessem partilhar o palco com um artista/banda, de qualquer nacionalidade e género musical, quem escolheriam?

É uma pergunta difícil pelo facto de só podermos escolher um. Hoje pode ser um, amanhã poderíamos dizer outro totalmente diferente. Hoje escolhemos o Justin Vernon.


Site: http://www.lotusfever.com/

Facebook: https://www.facebook.com/LotusFever




Entrevista feita por: Sofia Robert

like thump up facebook chat emoticonshttps://www.facebook.com/soumusica.pt

Sem comentários:

Enviar um comentário