sábado, 23 de agosto de 2014

Festas do Mar - Natiruts

As Festas do Mar são uma iniciativa da Câmara de Cascais. São um conjunto de concertos de entrada livre durante dez dias na Baía de Cascais.
O primeiro concerto começou às 20h30. Nicole Eitner começou o concerto a cantar ao piano. Com uma voz suave e sempre em inglês, cantou covers e originais, como o tema “Dinner for one” acompanhada de bateria, teclado e contra baixo.
Um bom início de noite para uma plateia que começava a crescer.


Eram quase 22h30 quando os tão aguardados Natiruts entraram em palco e se apresentaram a uma Baía incrivelmente cheia!
Abriram o concerto com o tema “Carcara” logo seguido do tão conhecido “Meu reggae é roots”.
Natiruts cantam e encantam com o seu som reggae brasileiro de forte componente rítmica dividida pela bateria e percussão.


“Sorri, Sou Rei” é recebido com grande entusiasmo, com o público todo a cantar.
Um público dividido por portugueses e brasileiros espalhando as bandeiras dos dois países.
“Vou-vos apresentar uma música nova, vamos ver se conhecem” diz o vocalista Alexandre em tom de brincadeira, antes de começar o tão conhecido “Beija-flor”.


Foram também apresentados temas do DVD “Acústico no Rio de Janeiro” de 2012, trabalho onde Alex diz ter trocado a guitarra eléctrica pelo “violão”.
“Andei só”, “Quero ser feliz” ou “Reggae Power” foram também recebidos com grande entusiasmo.
Natiruts interagem com o público pedindo várias vezes para se pôr as mãos no ar e frisando o quão privilegiados somos por poder estar ali quando tantos outros estão a passar fome ou em guerra.
A banda é apresentada, incluindo o “papá da noite”, o teclista que enquanto tocava estava a perder o nascimento da sua filha no Brasil.
“Is this love” de Bob Marley antecede a última música do concerto: “Liberdade pra dentro da cabeça”. Esta última cantada a plenos pulmões por todos.
Foi um concerto cheio de boas vibrações recebido por uma Baía de Cascais repleta de sorrisos!


No final deste magnífico concerto tivemos o grande privilégio de estar à conversa com a banda, que nos disse que o concerto foi óptimo, foi um privilégio fazer parte destas festas que enaltecem a cultura, e que não esperavam tanta gente apesar de ser um evento gratuito.
Quando perguntei como era estar na estrada durante quase vinte anos juntos enquanto banda, Alexandre respondeu-me “É óptimo porque cada concerto é uma emoção diferente, por mais que se toque as mesmas canções, a emoção é nova.”
Em relação a um novo álbum: “No Brasil, para 2015, mas para Portugal no ano que vem fazemos 10 anos de história aqui e estamos a planear gravarmos um DVD em algum lugar bonito, vocês têm vários e podermos registrar esses 10 anos de história”.


Obrigada Natiruts!


Texto: Sofia Robert

Fotografias: Luís Carvalho
Para mais fotografias deste dia: https://www.facebook.com/soumusica.pt


Sem comentários:

Enviar um comentário