domingo, 8 de junho de 2014

OliveTreeDance - Santiago Alquimista

Cheguei ao Santiago Alquimista pouco passava das 23h, hora prevista do começo. Como vi no facebook que a banda estava em Pinhal Novo para dar um concerto antes, calculei que não iria começar a horas.
Foi a terceira vez que visitei este espaço e confesso que me agrada muito. É bastante amplo e tem dois pisos sendo que o piso de cima tem vista para o palco, em baixo.
No piso inferior, ainda muito vazio, encontrava-se já a maioria dos instrumentos montados, sobretudo a percussão, e um Totem gigante ao fundo do palco.
Era já 1h quando os OliveTreeDance subiram ao palco, banda composta por um elemento na bateria, outro no didgeridoo e outro na percussão.
Antes do concerto começar confirmaram o que já era sabido, este seria um concerto de apresentação (na íntegra) do mais recente trabalho “Symbology”.
Se tivesse de os categorizar num género musical, diria que os OliveTreeDance tocam Trance acústico! Por vezes comparados aos franceses Hilight Tribe, tocam um som primitivo baseado nos ritmos fortes da bateria e no som aborígene do didgeridoo acompanhados por um vasto leque de percussão.


É uma banda que acompanho já há muito tempo, conheci-os pela primeira vez no Festival Tribal em 2007, mas provavelmente foi a vez que vi a percussão mais variada por parte da mesma.
Foram acompanhados também, praticamente todo o espectáculo, por um malabarista que nos proporcionou uma componente visual diferente do habitual.


Sendo uma fã incondicional de didgeridoo, assisti a uma outra curiosidade que desconhecia, um didgeridoo extensível! Conforme as músicas, e por vezes na mesma música, o didgeridoo era tocado com diferentes comprimentos e dando uma diferente sonoridade.


Numa das músicas tivemos o percussionista a tocar djambé no meio do público e na música final uma convidada surpresa que nos ofereceu a sua bonita voz.
Numa sala relativamente cheia mas com espaço para dançar, os OliveTreeDance proporcionaram-nos uma noite de dança primitiva e de regresso às raízes onde por entre rastas e sorrisos se sentia a felicidade no ar.


like thump up facebook chat emoticons https://www.facebook.com/soumusica.pt

Sem comentários:

Enviar um comentário