segunda-feira, 21 de abril de 2014

Sobass - Entrevista

João Sobral (Sobass) é um dj de Drum n’ Bass oriundo do Porto. Em 2012 assinou com a promotora Garagem e no mesmo ano ganhou o prémio Melhor Dj Revelação.


Há quanto tempo és Dj?

Em 2008 tive as minhas primeiras experiências nesta área. Comecei a praticar apenas em estúdios e em casa de amigos, como por exemplo o Dj Zé Guilhas que já na altura pertencia a esta indústria. 

Como foi a tua entrada no mundo do Drum n’ Bass?

Foi no dia 13 de Maio de 2010 que tive a oportunidade de tocar ao vivo pela primeira vez. Nos meses seguintes surgiram apenas mais 2 ou 3 gig´s que me ajudaram a ganhar confiança. Posso dizer que o início não foi fácil especialmente com tanta concorrência mas as oportunidades foram aparecendo, o que me motivou a trabalhar arduamente para fazer mais e melhor.

Como te sentiste ao ganhar o título de Melhor Dj Revelação 2012? 

Quando o ganhei senti-me feliz porque foi um símbolo do reconhecimento do meu trabalho. Porém, não vão ser os prémios que vão definir o meu trabalho por isso não lhes dou demasiada importância.

Quais são os artistas que usas como referência? 

Relativamente aos Dj´s nacionais, as minhas maiores referência foram o Dj Zé Guilhas e o Nuno Forte. Quanto ao estrangeiro, artistas como Andy C, Mampi Swift, Friction ou Noisia despertaram o meu interesse e influenciaram a minha seleção musical.

Sei que voltaste há pouco tempo de Calpe e que não foi a primeira vez que tocaste fora do nosso país. Qual é a sensação de ir ao estrangeiro mostrar o que se faz por cá? 

É sempre bom saber que me concedem a hipótese de mostrar o meu trabalho, permitindo-me fazê-lo a diferentes tipos de público. Até agora, todos eles muito acolhedores.

Nos países onde já tiveste oportunidade de ir tocar, há muitas diferenças nas festas e no público em relação a Portugal? 

Sim, notam-se algumas diferenças em relação ao público. Por exemplo, lembro-me de ter ido a Bedford com o Alix Perez e não pude deixar de reparar que o público tinha uma cultura musical diferente e aderia especialmente a outros subgéneros do Drum and Bass como por exemplo o Liquid, o que em Portugal não acontece.

Dentro do mundo do Drum, qual o estilo que mais te influencia? 

Apesar de gostar e me influenciar por quase todas as vertentes, o estilo com que mais me identifico é o Neuro-Funk. 


Sobass: https://www.facebook.com/sobassdnb 

Garagem: garagem.com.pt

Sem comentários:

Enviar um comentário